quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Tia Neiva aos Doutrinadores


Salve Deus!

Você meu filho, vai se esquecendo dos seus, e com a mesma disposição vai atender aquele irmãozinho menos esclarecido. E assim todos nós Doutrinadores, e assim todos nós Aparas! E assim todos nós meus irmãos, amando, sorrindo, cansado, mas sempre desejosos de fazer alguma coisa, coisa esta que nos dá grandes vantagens.

Aqui meu irmão, o Doutrinador ao seu lado, lhe amando, vai conseguindo a sua Luminosidade para penetrar mais tarde, muitas vezes em seu leito já, o clarão nos seus caminhos, nos mundos transcendentais, bem longe talvez, aonde outros ramos, de outras naturezas vão abrindo os caminhos, os seus caminhos, os nossos caminhos.

E tudo vai se alargando, a compreensão, o esclarecimento das coisas que adquirimos aqui, aqui neste Templo de Amor, aqui onde todos somos iguais, aqui onde há um só coração, um só pensamento, um Templo Espiritista, o único Templo onde as pessoas não se entreolham, porque as suas vestes são iguais, calçam o mesmo número, os seus cabelos são límpidos, seus olhos, como todos, aqui não há distinção de classes, aqui não há distinção social.

Aqui é uma sociedade de Amor de um único Senhor, é o Caminheiro, ali, ao lado de sua Cruz, é o simbolismo perfeito do Nazareno, andando sobre as planícies, sobre os montes, sobre as margens do Jordão, está ali o Caminheiro, preparado, preparando você para o Sétimo, para o fechamento do Ciclo deste planeta.

Salve Deus meu Filho!

Vamos continuar, vamos pedir neste instante aos Pretos Velhos para iluminarem, para curarem, para entenderem bem melhor os nossos visitantes, para atender muito bem com sua finura, com sua humildade, as pessoas doloridas, cheias de cicatrizes.

Vamos meus filhos, vamos cada vez mais nos prepararmos, porque o Caminheiro está ali pronto, à espera apenas de um sinal por Ele, por Ele faremos, por Ele amamos, curamos, porque assim nos ensinou o nosso querido Seta Branca Nosso Pai.

Salve Deus!

Meus filhos e meus irmãos!

Salve Deus!

Meus filhos, todos nós temos um Sol Interior, e pela força do seu pensamento, tem como medida o grau de evolução.

Meus filhos e Meus irmãos, esse Sol deverá sempre ser desenvolvido, sempre com o objetivo de favorecer o bem acima de tudo, na Lei do Auxílio, completando sempre o Ciclo Iniciático nos três reinos desta natureza.

Primeiro, procurar o equilíbrio, o equilíbrio meus filhos, o equilíbrio porque tudo dependerá, tudo que temos e tudo que teremos de receber, a força do nosso equilíbrio, o equilíbrio físico e o equilíbrio moral, individualizando-se em perfeita sintonia com Deus, para que a força da inteligência se torne perceptível por sua experiência vibratória.

Além desta vibração, saber movimentar os poderes do seu Sol Interior. Meu Filho, meu irmão, são fáceis os contatos físicos nos planos físicos quando não temos muita terra no coração!

Porém, com o coração pesado, só encontramos a dor, a angústia do Espírito conturbado pela subdivisão dos três Sistemas do seu Reino Coronário, porque a tua Alma, Divina, exige o teu bom comportamento.

Meus Filhos!

Quando assumimos o compromisso de embarcarmos nesta viagem, viemos equipados do Bem, assumimos o compromisso para o reajuste de um débito, o qual não somos obrigados a assumir, porque tão logo chegamos, pagamos centil por centil o que prometemos!

Salve Deus Meu Filho, tenha essa cartinha como um despertar da Mãe em Cristo. Primeira Carta Aberta.

Salve Deus!

E assim meus filhos, prosseguimos na continuação, neste Amanhecer.

Meus filhos, nós que quantas vezes aqui chegamos trazendo em nossas mentes, em nossos corações, a angústia, a angústia dolorosa, as saudades de Mundos Transcendentais que a nossa inconsciência hoje, atravessando as barreiras, chegando até os mundos além da percepção, busca e nos atingem, nos levando, as saudades, as saudades, mesmo quando temos o Espírito sem comportamento de uma vida espiritualista, sentimos meus irmãos, vivemos, e muitas vezes choramos sem saber porquê.

É apenas a falta de sintonia com o nosso Sol Interior!

Meus Filhos, neste instante que todos caminham de um lado para outro, vocês principalmente filhos, Homens Luz, desejosos de servir, servir àqueles que se dizem seus inimigos, servir àquele que não conheces, porém, o desejo de amor é tão grande, que atravessa as barreiras da incompreensão, e esquecendo-se da grossura desse mundo, que a vida oferece do outro lado, continua nessa jornada de agradecimento a JESUS, a DEUS, pela grande força que acabas de receber.

Enquanto vós outros meus irmãos, levem os vossos pensamentos a JESUS, sinta que o Curador, o Caminheiro se aproxima de ti, e sintas também a necessidade de dizer baixinho: “Salve Deus!”.
Enviar um comentário