quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Mensagem do Ministro Ypuena

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Salve Deus!

Lacerda! Vamos melhorar o ambiente. Peça aos meus filhos que façam as suas emissões em conjunto!

[Depois das emissões, volta a falar o Ministro]:

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Meus filhos, o Lacerda, na reunião, disse dos mestres doentes. Então, vou começar pelos doentes:

Vocês já viram um caminhão de lixo, desses que passam pelas ruas, levando entulhos e lixos das portas das vossas casas? Também nós temos mestres que se assemelham a esses caminhões, abarrotados de lixos, de invejas, de forças negativas, de ‘mandismos’! Eles necessitam despejar em algum lugar essas forças. E sempre os fazem naqueles que estão mais próximos. Se isso acontecer com vocês, afastem-se e peçam ao Pai por eles. Salve Deus!

O Anatoly falou de amor. Então vou continuar com o Anatoly:

O que vocês tem de mais importante no dia de hoje é o agora! Porque o ontem já passou e o amanhã não pertence a vocês. Portanto Anatoly, diga-me quem você mais perdoou em toda a sua vida e eu saberei dizer que foi essa pessoa que você mais amou! Salve Deus!

Porque foi por amor que Jesus renovou o vinho nas bodas de Canaã. Foi por amor que Jesus nos ensinou o Pai Nosso! Foi por amor que Jesus subiu ao calvário! Portanto, amor não se compra, doa-se! É a única força que cura as dores cármicas dos médiuns e os acompanha por toda a eternidade!

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Portanto, filhos, aprendam com o jardineiro: Ele sabe que a roseira tem espinhos, mas não se incomoda, porque no tempo certo as rosas virão. Se as dores vos incomodam, aprenda com o jardineiro porque no tempo certo o Pai vos favorecerá! Salve Deus!

Estive numa reunião essa noite, aonde o Pai João contou que em Abóbora ele foi visitado por um fazendeiro de muitas posses, de muitos escravos e, ao chegar na porta do barraco, Pai João pediu que ele entrasse. Ao entrar, o fazendeiro se viu surpreso pela humildade da residência de Pai João, e disse:

Pai João, onde estão os teus móveis?

Pai João sorriu, pois só tinha um banco onde ele estava sentado, uma cadeira, onde se sentaria o fazendeiro e mais alguns livros. Então Pai João disse:

E os seus móveis onde estão?

Surpreso, o fazendeiro disse:

Pai João, mas eu estou só de passagem!

E Pai João completou:

E eu também estou só de passagem!

Senti que Pai João queria ensinar que muitas dores dos Jaguares vêm dos bens que eles tentam alcançar nessa reencarnação, trazendo dores e sofrimentos, e se esquecendo que todos aqui estão de passagem! Se esquecendo dos bônus, dos trabalhos, da ajuda feita dentro do templo aos pacientes... Aos pacientes filhos!

Tenho visto também no trabalho de Angical, filas que ultrapassam a Casa Grande! Meus filhos, o cobrador de vocês não tem nada para vos dar! Eles só cobram! Portanto, não deixem que dentro do templo falte a presença de vocês, na ajuda aos pacientes, nossas pérolas! Nossos bônus! Nossa cura!

Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Graças a Deus!

Porque filhos, porque, como disse Iracema, nos Tronos Vermelhos, outro dia, que o vasilhame não muda em nada a essência do vinho. Estar dentro do Templo, uniformizado, de braços cruzados, não muda e nem melhora o vinho azedo que muitos são portadores! Mas, trabalhando, no atendimento aos pacientes, não importa se o seu uniforme está passado ou não, porque o vinho que sois portador é o vinho da cura!

Ouçam sempre o vosso Adjunto! Ouçam! Porque muitas das verdades que ele vos falam, ficam esquecidas nos seus travesseiros e isso não é bom!

Na Consagração, realizada no último domingo, eu estive presente, autorizado pelo Pai Seta Branca em Cristo Jesus! E nós, a tribo, os filhos de Ypuena, formamos a fila magnética com maior quantidade de médiuns. Os branquinhos eram numericamente superior aos demais! Os Adjuntos de Povos também! Então, a nossa responsabilidade dentro do Templo-Mãe é do tamanho da nossa fila! Eu espero, em Cristo Jesus, que vocês não faltem ao chamamento das reuniões do Trino, ao convite da sirene nas noites frias, para atender pacientes obsessivos, tão necessitados de vós! Assim vós me honreis, em Cristo Jesus!

Que eu possa, de joelhos, pedir ao Pai Seta Branca, que conceda a cura do físico e do espírito! Salve Deus!

Lacerda! Hoje vamos mudar o nosso ritual. Após a minha subida aos planos espirituais, com a desincorporação do meu aparelho, quero que você convide um arcano para fazer a contagem. Salve Deus!

Desincorpore o meu aparelho Lacerda!

Boa Sorte!

CTPY, 14/10/11.
Enviar um comentário