sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Ser Jaguar



Não escondo que muitas vezes mergulhei por esses mares do conhecimento a procura de uma definição do que é ser um Jaguar deste Amanhecer.
Do muito que li, vi e ouvi fui constatando que ser Jaguar é muito mais do que indumentaria é a consciência de ser referencia no Universo que nos rodeia.
Intuitivamente ou instintivamente sempre que procuro definir Jaguar surge-me a palavra consciência, não sei se é o termo que melhor define Jaguar, contudo depois de conhecer a sua origem etimológica, resulta do latim “cum se scire actionem” que significa “quando se sabe a acção”, verifico que de facto existe algum paralelismo.
No fundo ser Jaguar deste Amanhecer é saber a importância das suas ações sobre tudo que o rodeia e respetiva consequência.
Esta introdução surge porque encontrei, por mero acaso, este vídeo em anexo e honestamente não consegui ficar indiferente ao seu conteúdo nem à mensagem que ele transmite, talvez por isso sinta a necessidade de partilhar, a minha noção do que é ser Jaguar deste grandioso Amanhecer.
Vi e revi as imagens deste vídeo com o máximo de atenção, prestei atenção aos gestos e ás palavras, senti, desde a primeira vez, que tinha de perceber a mensagem com os olhos de alguém que teve a grandiosa oportunidade de fazer parte desta enorme família, foi por isso que evitei fazer juízos de valor sobre a forma como estas imagens foram captadas e muito menos sobre o tipo de abordagem que aquele “Paciente” teve perante o espaço e perante o nosso “Doutrinador”, porque definitivamente aquelas imagens devem de servir, na minha opinião, exclusivamente de instrumento pedagógico, isto é, uma maravilhosa e sincera aula para todos nós.
É percetível, em cada momento, os quão importantes são as três palavras que nos regem – Amor, Tolerância e Humildade.
Honestamente fiquei encantado com cada uma das ações do nosso irmão de caminhada Adjunto Aderantos - Mestre Raimundo Demétrio, na minha singela opinião, personificou na plenitude essas três premissas da nossa Doutrina. Na minha memória está a tolerância com que escutou, a forma humilde com que passou um pouco da nossa doutrina ao “Paciente” e o amor com que aceitou abraçar e ser abraçado.
Provavelmente, com a devida distancia física e temporal posso pensar que efetivamente aquele “Paciente” poderia ser, ou talvez fosse mesmo, instrumento de alguém que efetivamente pretendia ajuda, ou simplesmente pretendia criar algum desequilíbrio, não obstante surgiu-lhe ao encontro um Jaguar que alem de não estar sozinho naquela bendita hora, teve em si a consciência de estar à altura do momento e principalmente foi um digno representante da nossa Doutrina e dos ensinamentos ministrados por Koatay 108 e Pai Seta Branca.
Independentemente da ironia que possamos deslumbrar no “Paciente” o que realmente importa é compreender que Somos Jaguares, e como tal, temos como missão estar sempre em alerta para podermos abraçar cada irmão recebendo dele tudo que ele trouxer, aceitar cada momento, como uma simples oportunidade de nos transcender, de sermos muito mais do que aquilo que muitas vezes acreditamos ser as nossas limitações.
Somos constantemente alertados pela espiritualidade de que um Jaguar desequilibrado é um fruto apetecível para todos aqueles que vivem nos Vales Negros ou então não aceitam as leis cristicas, por isso dentro da minha ignorância de quem só agora começa a tentar gatinhar, peço ajuda ao grande Simiromba de Deus para poder manter-me firme nas horas difíceis.
Jesus o Caminheiro contou-nos com seu inesgotável amor que:
“Um semeador saiu a semear a sua semente, e, quando semeava, caiu alguma junto do caminho, e foi pisada, e as aves do céu a comeram;
E outra caiu sobre pedra, e, nascida, secou-se, pois que não tinha humidade;
E outra caiu entre espinhos, e, crescendo com ele os espinhos, a sufocaram;
E outra caiu em boa terra, e, nascida, produziu bom fruto.”
A semente como sabemos é a palavra de Deus e nós Jaguares deste amanhecer somos o bom fruto, por isso vamos dentro da nossa individualidade encontrar forma e engenho de usar a oportunidade que nos é dada. O Jaguar não é melhor, nem pior do que todos os outros irmãos que amam o mesmo Deus, somos diferentes, tal como acima escrevi “somos aquele que “cum se scire actionem”, isto é, somos consciência.
Salve Deus e Graças a Deus   
Salve Deus,
Adjunto Galmã - José Teixeira
Templo Evalumo – Nogueira da Maia - Portugal



Enviar um comentário