quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Uma Lágrima Divina



          Uma nuvem a vaguear no céu… Ao aproximar-se de uma montanha percebe uma fonte de água límpida e cristalina e disse:
          Este é um bom lugar para depositar as minhas gotas puras de água.
          E ali choveu.
As gotinhas da nuvem aproveitando as delícias da corredeira vão se deslocando córrego abaixo, o córrego transforma-se em riacho, o riacho em um pequeno rio que se encontra com o grande rio, e assim por diante.
Durante todo o percurso muitas gotas iam se chocando contra os barrancos nas margens, tornando-se impuras, escurecendo toda a água do rio. As gotas impuras tornavam-se pesadas, descendo para o leito do rio. Muitas delas ficavam tão sujas que perdiam até mesmo a própria identidade, pensando ser terra ou outra coisa qualquer. Ficavam aprisionadas no fundo do rio escuro, rolando vagarosamente.
Muitas gotas daquela nuvem lembravam de sua origem e com esforço e sacrifício conseguiam escorrer de toda a sujeira para ficarem mais leves e assim subirem para a flor d’água com o objetivo de avistar aquela nuvem, ou, estarem mais próximas dela.
Era então que surgia a grande surpresa...
O sol! O sol que ao romper da aurora vem trazer a claridade aquecendo toda a terra, aquecendo também aquelas gotinhas, transformando-as em vapor para se unirem àquela nuvem que sempre foi a sua origem. Retornavam assim para casa, e, agora, para sempre.
A nuvem, que lá do alto acompanhava a difícil trajetória de suas gotas no regresso para a origem, entristeceu-se, e com grande compaixão, deu um suspiro profundo e uma gota do lágrima rolou em sua face caindo sobre o rio. Esta gota brilhava tanto que não se contaminava. Era capaz de penetrar na profundidade do rio clareando o ambiente.
Muitas gotas impuras que ali estavam maravilharam-se perguntando:
- De onde vem esta gota de luz que tanto brilha? É magnífico!
- Eu venho da nuvem que está lá no céu e breve voltarei, e todo aquele que escorrer suas impurezas também irá para lá!
Houve gotas que ao serem tocadas pela gota que brilhava tornavam-se limpas e a lágrima dizia:
- Vá para cima e desvie-se das impurezas...
Muitas acreditavam, mas, tiveram aquelas também que não a compreenderam.
O fato é que ela deixou o caminho, e, depois de um tempo, retornou para a nuvem.
O espírito de Deus que sopra onde quer, e quando quer, e ninguém sabe do onde Ele vem, nem para onde vai.
Salve Deus!
Você meu irmão, que aprendeu esta história, seja também uma gota que fará a diferença.
Do amigo Carlan.
Enviar um comentário