segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Cabala de Ariano e suas Raízes - Tia Neiva


CABALA DE ARIANO E SUAS RAÍZES
Meu filho Jaguar,
Salve Deus!
 
Sabendo-se que as forças da Cabala, são transmitidas por vibrações, vejamos agora, como elas são aplicadas. Tudo que foi criado emite vibrações, quer seja causa orgânica ou não. Quando as vibrações entram em harmonia, corpos mântricos, começam a se manifestar e num bailar colorido, sempre formando um grande véu, para envolver as forças decrescentes que vão se aninhando no seu objetivo, principalmente os herdeiros, fazendo as suas oferendas. São as normas da Magia de Nosso Senhor Jesus Cristo; que somente se liga quando os mestres entram em harmonia.
 
Custe o que custar é um trabalho de suma precisão, dependendo do auto domínio em relação à mente, auto domínio na ação, tolerância e confiança. Estes pontos são tratados com frequência. Significa muito o domínio do temperamento, principalmente nas entregas. É uma tarefa puramente santa, que deve ser “encarada" como um sacerdócio. É um trabalho entre o bem e o mal; não admite interferência. É firme como uma rocha, fazendo distinção. Não há reservas, distinguir entre o verdadeiro e o falso, este é o lado de Deus.
 
Vários são os movimentos de um ao outro polo da Cabala, passam linhas de forças que a própria vibração em movimento no sistema de uma complexidade em movimento, completando o ciclo iniciático no primeiro dos três reinos; grandes reinos da natureza, onde ascendem o animal e o micro de ínfima espécie; microrganismo atingindo e renovando as nossas células, no movimento intra molecular, na operação e suas subdivisões de mudança em mudança, de um corpo para outro, evoluindo as partículas de força, atingindo a faculdade do livre arbítrio e, assumindo sua total formação. Em todos os movimentos que executa, passa de esfera para esfera, refinando para depois emanar, projetar, emitir e, por último raciocinar; ritual físico.
 
Feito todo este acervo: Cabala de Ariano, podemos então nos preparar, renovando as invocações e nos seus pontos de partida, invocar a raiz desejada, como sendo: Simiromba: - Arakém na linha de Simiromba; Adones, na linha de Arakém; Oner, na linha de Adones; “Eridan, Alufã, Akinaton e Delanz”. Estas raízes que formam o nosso Sol Iniciático trabalham na Cabala de Ariano ou no adjunto de Jurema; isto em sintonia individual. Meu filho, tudo que o homem possui é a sua própria alma, portanto, vamos ilustrá-la. Vamos nos manter unidos, para que a voz de Deus se torne viva entre nós. Meu filho, o fogo chega perto da sombra e não a queima, o teu pensamento acerca dos outros deve ser verdadeiro; aquele que quiser trilhar as Sendas do Bem terá que aprender a pensar por si. As saídas são mais dolorosas do que as entradas.
 
Dolorosas pelo frustração que as irradiações nestes casos nos produzem. Meus filhos, grandes revelações nos esperam. Quando falamos do que seja um conhecimento da Cabala, é preciso que saibamos a hora certa de falarmos no assunto, porque a Cabala é uma ciência mística que, não permite o emprego a homens pretensiosos e vaidosos, no caso é um desastre. Dizem que o mundo está quase preparado para a grande mensagem, nunca os Poderes tiveram ou encontraram tanto acesso e, também, nunca tiveram tão bem próximos do homem.
 
A Cabala precisa de liberdade para agir. É importante dizer, sinto necessidade que imprima na vossa mentalidade a significação da palavra Cabala. No nosso ritual, a Cabala é o leito das forças decrescentes místicas. Quando falamos das forças da Cabala, queremos nos referir às forças dos Poderes Superiores. Quando falamos dos espíritos da cabala, nos referimos aos espíritos que vivem nos planos superiores de desenvolvimento. Como citei acima: Olorum, força máxima que nos impede de muitos desatinos. Cada tema desses citados acima terá de viver na ponta da língua, pois, muito breve seremos solicitados, insistentemente, por todo este mundo; como eu já os respondo. Na nossa doutrina, meu filho, encontrará o fundamento de todas as coisas em detalhes e, em melhores condições, não só do instrutor, como também, de sua própria condição de missionário. Todavia, tudo isso à força brutal e, nós somos o filtro, somos nós que refinamos.
 
Olorum, 0ráculo! Deus da guerra, do fogo, da água, do ferro. Ponto de partida das três forças universais. Ifã: Mensageiro dos Orixás, cavaleiro ligeiro. Orixás dos Oxam-by, Deuses da Cura! Lança Vermelha, cura desobsessiva. Chapanã ou Lança Negra, justiça fatal. Simiromba, Deuses do amor, lei de causa e efeito; não tem vínculo na linha de Chapanã, porém, trabalha na linha ou junto à linha com Oxam-by, Lança Vermelha; Ifã,cavaleiro ligeiro. Sim, meu filho, por aí você já pode ir começando a analisar os aspectos ou seguimentos desta raiz milenar, que seguindo as normas de Deus, se desenvolve, consciente ou não. Vivem a manifestar suas forças e sua lei. Se trabalharmos bem ou pelo bem, temos todas estas forças.
 
Se trabalharmos errado, temos o Orixá Chapanã, lança negra. Não pretendo fazer aqui o que a igreja não fez, porém, cultivar e fazer renascer o espírito da verdade. Confirmar tão somente a esse respeito, qual foi o espírito cujo sincretismo, se fez dos iniciados, a ciência oculta que parou, tal é o endurecimento das consciências. Jamais se viu tanta riqueza e tanta miséria, vivemos o extremo. O que temos deste conhecimento, nos servirá neste e no outro plano.
 
Com carinho, a mãe em Cristo, que vos deseja sorte no espírito da verdade.
 
TIA NEIVA
Enviar um comentário