segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

5º Ciclo - Carta de Tia Neiva


O QUINTO CICLO
Meu filho Jaguar, Salve Deus !
Sabemos que estamos vivendo o Quinto Ciclo da Terra e que já atravessamos as escabrosidades dos carreiros que aclamamos na prece de Cáritas.
É filhos, chegamos e vivemos ! Não fomos nós que nos antecipamos, mas somos responsáveis por termos chegado e assumido esta jornada.
Sim, vivendo o quinto período, o que quer dizer que a nossa Terra já passou à era madura. Há algum tempo atrás, ela atingira a sua expressão de matéria física, mais baixa e mais densa.
Daqui para a frente, ela irá fluir o processo de transmutação, tornando-se cada vez mais etérea e altamente poderosa, até que estejam terminados os seus sete períodos de existência física.
Gradualmente a Terra desprende seus invólucros, desde quando há lógica, há razão e há fé, sinal este de que a evolução se alerta em nós.
Sim filhos, fala-se de um elo entre o Céu e a Terra!
Nesta era do Quinto Ciclo, no homem, a visão dos olhos físicos ainda não alcançou a vida etérea, porém suas mentes já a encontraram. E somente não se ama quem recusa o amor em Cristo Jesus.
Sim, quem não tem força para enfrentar a verdade de um Deus Todo Poderoso!
Não devemos esperar por esta visão pelos nossos olhos físicos: se os mundos se encontram, vivemos juntos!...
Em meus olhos de clarividente, em Cristo Jesus, vejo os dois planos simultaneamente. Porém, como sabem, fico imobilizada.
A Terra é uma obra de Deus, é uma obra divina, com os seus sábios, nesta evolução física atual. Mas o que seria dos físicos? Enfim, o que seria desta obra perfeita com a atuação de mil planos em involução? Se os espíritos já atuam pela mente, pelos compromissos, reprovações dos que já estão em outros planos?
Então, o físico não teria capacidade. Como estamos em realizações tão construtivas e seguras, não precisamos ir tão longe: vemos os Mayas e outras pequenas civilizações. Vamos apenas cuidar do que temos! O que temos, os mundos em Cristo Jesus, em nossas mentes, na lógica desta Doutrina.
Sucessivas ondas de civilização se espalharam por toda a Terra. Depois a história se dividiu em duas partes com a chegada de Jesus Cristo. Sim, filhos, Jesus simplificou o homem que até então era um pouco de Deus, um pouco animal, ás vezes selvagem.
Sim, filhos,uma vez que a nossa Terra estava estabelecida no plano físico, sua vida foi dividida em sete grandes períodos. Durante estes períodos a vida se desenvolveu sobre estes grandes continentes. Sete grandes raízes do reino animal/vegetal, ficando provado que o próprio ser humano constitui as próprias células mentais desse planeta. Na medida em que se desenvolve, reencarna sempre num estágio de desenvolvimento sempre mais elevado.
Na realidade, o cérebro é apenas o painel de distribuição entre os corpos mental e físico, que é o Reino Central do centro nervoso, os três reinos do microcosmo universal. Três eixos magnéticos, três estações, três poderes.
Sim, a mente é feita de células construídas com a matéria do plano mental. Forma então um corpo mental, cuja superfície se expande além da periferia do corpo físico, conforme vimos na carta que nos explica “que na vida absoluta do espaço existem todas as formas que constituem o organismo humano”.
Sim, filho, o nosso espírito planetário possui um corpo físico, a Terra, cujo metabolismo é amplamente dividido – a ação mineral – cujos movimentos são provocados pela ação da força elétrica que a percorre, do mesmo modo que nos nossos.
A Terra é um ser vivo porque vive sob a ação e reação do mineral que constitui os três eixos. Palpita o seu desenvolvimento. Jesus formou o grande continente que se faz aos sete. Poderoso espírito, diante do trono, o espírito de um deus todo poderoso e humano.
Jesus condensou as sete raças em sete planos, dito evolução. Verdade! Jesus separou os seus mundos em espécies, fazendo sentir as suas diferenças. E assim, a Terra se dividiu em dois corpos !
Sim, este é o segredo da grande obra de Jesus na luz astral, por emissão soberana, que é o grande Deus , que significa o ser antes do ser.
A razão é a ciência que demonstra toda a existência harmoniosa e a hierarquia, a maior e a mais santa de todo este universo, esta grandeza incomparável que fez Jesus descer, para operar as três substâncias necessárias para que a Terra entrasse na faixa de transmutação celestial.
E então, somente agora começamos nós outros a sentir os efeitos da obra crística: o Quinto Ciclo do Amanhecer, e sem crepúsculos, esperamos por mais dois ciclos finais.
O homem é, portanto, um microcosmo: matéria, força, corpo e função. E como a Terra tem espírito, corpo e função, os seres orgânicos atuam no centro atmosférico da função matéria, onde se agasalham os seres orgânicos dos centros nervosos. Os animais são seres organizados pela Terra.
Conforme Jesus vai evoluindo a Terra, vão terminando também as animalidades. Já estamos, em nosso atual estado, na existência material perfeita.
Se Jesus nos concedeu o Quinto Ciclo, devemos estar alertas porque não sabemos quando chegará o Sétimo. Sim , a Terra já conta o seu segundo tempo !
Em Cristo Jesus, Tia Neiva.

Enviar um comentário