sábado, 6 de abril de 2013

Plexo e Charme


Meu filho Jaguar, Salve Deus!
Há um desagregar de forças, cuja força pode ser boa ou não dependendo do pensamento, dependendo da conduta doutrinária.
O Homem pode fazer o que quiser (eis o perigo), na força absoluta que cura é que, também pode prejudicar. Por exemplo, no Homem que tem força mediúnica e que muita coisa não deve saber: Duas pessoas que lhe vibram, pessoas a “ele” entrelaçadas por determinações cármicas. Essas pessoas ficam entregues aos seus destinos e ele, a vítima, é atingido, virando a arma (sua própria força) contra si mesmo.
Todo o trabalho do Homem parte de sua mediunidade e surge do seu Sol Interior. Consciente ou inconsciente, parte do seu Sol Interior. Todos nós temos um Sol Interior. Por exemplo: se a minha Conduta Doutrinária é uma conduta respeitável e tenho bons pensamentos, eu fico na presença das pessoas e elas vão relaxando. Depois de tirar todas as tensões, eu começo a desagregar o meu plexo!... Vou levando, também, pelo meu relaxamento ou sabe Deus como, pois não sei explicar muito os meus fenómenos. Sei apenas alguns truques para fazer esta desarmonia.
E vou me desarmonizando... Penso nas coisas que aquelas pessoas à minha frente gostariam de possuir... Ligeiras preces (preces do pensamento, não canto), até que eu sinto que as moléculas do meu plexo se deformaram. E como sabemos que “elas” se deformam? Sabemos porque sentimos vontade de sair dali... ligeiros cansaços... As pessoas vão melhorando... É ligeiro, menos de meia hora.
Este é o instante em que podemos dizer: ESTOU EM HARMONIA COM O MEU PLEXO, POIS SINTO QUE ESTÁ HAVENDO DEFORMAÇÃO, ESTOU PARA O BEM.
Quantas pessoas estão harmonizadas em suas vidas profanas, seus plexos não se deformam e vem o perigo de desencarnarem e serem enterradas com o micro-plexo preso ao plexo físico! Quando o Homem desencarna e é enterrado nestas condições, fica o espírito inconsciente, ali mesmo pelo cemitério, até que a bênção de Deus... Salve Deus!
Meu filho Jaguar, o charme é a Presença Divina Na Terra.
O charme não volta, ou seja, as energias que compõem a sua formação, não têm retorno ao seu ponto de partida ou à sua origem.
O charme protege o Homem demais, é a força que sustenta o corpo, se espalha no corpo físico (é subcutâneo), logo depois da primeira pele. Quando desencarnamos, sai do corpo físico, igual a uma “fumacinha”, em forma espiral e fica próxima do mortinho. Após o seu enterro fica ali pelo cemitério.
Quando conseguimos “subir sem dívidas”, quando manipulamos todo este charme, ele é, então, levado pelos Mentores para a cura daqueles que mais necessitam. Quando eu desembarcar, alguém, passando por onde eu passei, poderá receber a cura, uma graça. Nos planos espirituais dirão: É compreensível, ela passou por ali e manipulou todo o seu charme.
O corpo físico é ornamentado pela Herança Transcendental, o mesmo que charme. Quando fazemos as consagrações estamos justamente buscando as nossas heranças.
Meu filho Jaguar, antes de prosseguir nos assuntos reservados para esta carta, quero lembrar-lhes que nem toda força que desagrega é tudo de bom, como no exemplo do plexo. Existem em nós forças em pontos vitais que quando desagregam é tudo de mal. Lembre-se do interoceptível e das forças incríveis que desagregam quando nos desequilibramos. Não preciso explicar. É tudo de mal.
Meu filho, como Espíritos Encarnados, somos:
Corpo Físico, Alma e Perispírito. Em Função de cada uma dessas constituições existe Um Plexo, assim distribuídos:
Corpo físico, plexo físico: O corpo físico é composto por partículas atómicas... Um grupo de átomos constitui a molécula e as moléculas reunidas formam o corpo. O plexo físico, ou plexo nervoso ou plexo vital, é um universo em miniatura, condensado em células vivas. É o plexo mais dinâmico das nossas emoções que governa os nossos desejos, é o mais coerente com a vida na Terra: nascimento, vida e morte. Este plexo tem por obrigação emitir vitalidade aos outros dois, que são o micro e macro-plexos, que falaremos a seguir.
Observamos, então, à luz desse conhecimento, que é o plexo físico a base principal de receção e emissão das energias dos diversos planos e é o plexo responsável pela redistribuição dessas mesmas forças ao micro a ao macro-plexos.
Alma. o micro-plexo: a alma, o pequeno corpo, é posicionada em nosso corpo físico entre a cintura e a nuca. É a alma o corpo sanguíneo do Espírito... Se revela pelos nossos pensamentos, é quem recebe e emite as vibrações. É a alma a sede dos sentimentos, este Eu, o núcleo central das decisões. É na alma onde vive a minha individualidade transcendental, a emitir a minha personalidade transitória...
O perispírito, o macro-plexo: Perispírito... essa forma é Deus, é energia luminosa de ação e reação... é o invólucro do corpo, uma forma inorgânica sensível, sua espécie é dolorosa, e é o perispírito que projeta a nossa roupagem, ou nossa indumentária, ou seja, pelo pensamento.... por um conjunto de atrações provocadas e convergidas pela mente... pelo pensamento... emitem impulsos aos perispírito que molda, cria a sua roupagem, ou sua indumentária, mesmo no caso do espírito sofredor, que tem o perispírito apagado.
Tanto no invólucro terrestre quanto no invólucro astral, temos a saber que o perispírito é o mais importante, o mais poderoso, não é tocado pelos nossos desejos, está sempre presente e não se inflama. É o mais significativo em razão de suas células. É o perispírito que emite a alma. É independente dela, se movimenta, atrai, comunica.
É o perispírito que retém, guarda conserva a modalidade adquirida durante a nossa vida na terra. O perispírito é a sede da evolução, ou seja, no perispírito fica o Registro Da Evolução Do Espírito.
Meu filho Jaguar, analisemos, agora, com mais profundidade o plexo físico, o micro-plexo e o macro-plexo como se fossem três formas de vidas diferentes e separadas. Porém, não devemos nos esquecer que os três estão em um, pegando como exemplo o átomo, que é formado pelo ânion, cátion e neutrom. Quando atinjo um objeto, não atingi o ânion ou cátion ou o nêutron, separadamente, mas, sim, o átomo. Impossível separá-lo.
O ectolítero fica entre os três plexos.
É o Sol Interior que emite para os plexos - corpo físico (plexo físico), alma (micro-plexo) e perispírito (macro-plexo).
Falamos aqui no espírito na sua condição de encarnado.
O espírito humano, ou o espírito em sua condição de encarnado, é simplesmente um espírito revestido por um corpo físico, com sua força subdividida pelo plexo físico e micro-plexo, e que, ao desencarnar, simplesmente se liberta do corpo, seguindo o curso natural de sua evolução.
Quando o espírito desencarna, fica o plexo físico, e vão o micro-plexo e o macro-plexo, que vão se apurando... Apurando, até que o espírito se torna divino e conquista o terceiro plexo: PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO - SANTÍSSIMA TRINDADE ou CHAVE DO VERBO DIVINO. Falamos aqui no Espírito fora da matéria, em sua vida além física, Salve Deus!
Com Carinho,
A Mãe em Cristo Jesus,
Enviar um comentário