domingo, 21 de outubro de 2012

Primeiro Canto - Tia Neiva

-->
Oh! Jesus, esta é a hora precisa, na individualidade de nossas vidas, de
minha vida.
Oh! Jesus, é a hora que dentro de mim, assisto o despertar das forças, na
força absoluta que vem de Deus Todo Poderoso.
Quisera, oh! perfeição, que as pérolas dos Anjos e dos Santos Espíritos,
encontrassem acesso nos hospitais, nos presídios, onde gemem e choram os
incompreendidos, na desarmonia que hora não te conhecem.
Daí a luz da Vida e da Morte. Ilumina o viandante na sua obscuridade.
Ilumina os cegos, também, na sua obscuridão.
Ilumina, Oh! Jesus, os campos orvalhados, as cordilheiras silenciosas à
margem do rio caudaloso, onde vive a choupana e o lavrador. 
A cachoeira das matas,o caboclo e seus amores, o saveiro no mar distante, o menino e a menina, a jovem mãe abandonada, o órfão de pai e mãe vivos.
Nos liberte, Senhor, da calúnia, da falsidade e do desprezo. Mestres desta
Consagração! Vamos emitir todo o nosso amor, para que eflúvios luminosos nos
alcancem e nos protejam, na luz dos nossos caminhos cármicos.
Meus irmãos e meus Mestres. Mentalizemos o que formamos neste Canto,
para que os Grandes Iniciados distribuam de nossas mentes, para o fenómeno
desobsessivo.
Mundo Encantado dos Himalaias! Povo de Deus! Raio de Arakém!
Poder da Vida e do Amor!
Do meu amor, do nosso amor, do amor incondicional.
Que em nome do Pai, do Filho e do Espírito do Sol e da Lua.
Salve Deus!
03 de Julho de 1979 
Tia Neiva

Enviar um comentário