terça-feira, 15 de maio de 2012

Perolas de Pai João de Enoque


Pelo Aparelho deste abenegado preto velho de luz e amor!
Atendimento a véspera do 1º de maio nos Tronos vermelhos.

Doutrinadora:
_ Salve Deus! Ponha as suas mãos abertas no trono e fale seu nome e sua idade! Você será atendido por Pai João de Enoque!
Paciente:

_ Meu nome o senhor já sabe e eu tenho 59 anos! Meu Pai! Estou sentado a horas esperando para falar com o senhor! Vim me despedir! Estou pensando seriamente em suicídio, pois não consigo perdoar o obsessor que me adoeceu e vai me desencarnar...! Estou com câncer, sou um doente terminal! Ontem o médico me disse que só tenho seis meses de vida! Como isso é possível meu Pai? Não sou mais filho do Simiromba? Porque comigo? Se minhas perguntas não forem respondidas, quero que saiba que tomarei veneno essa noite, e pronto...!
Pai João:
_ Salve Deus. Filho Doutrinador...! Não troque a luz pelas travas! Não troque a mesa farta pelos restos a que tantos vêm buscar no lixo da Inquietação! Dor intensa, tristeza, angustia e morte também fez parte das dores de Jesus em Getsêmani! Não se isole, pois a solidão é amiga da angustia! Verbalize os seus sentimentos e fale com amigos, com familiares, e se poderes ore assim: (Pai. Se for possível afaste de mim esse cálice)! Encare e enfrente as circunstâncias com serenidade, porque as tuas dores não vem do céu...! Querer convencer um obsessor a perdoar, quando você também não perdoa é uma tarefa obscura, e inexequivel! Não fique estaqueado no imobilismo da descrença e reaja doutrinador! Vista seu uniforme e volte a trabalhar na lei do auxilio, pois um iluminado já nos disse: “O trabalho incessante vos aliviará das dores”! Procure dar exemplo de amor e tolerância quando fores perguntado se esta com cancer...! Salve e boa sorte!
Enviar um comentário