terça-feira, 1 de maio de 2012

1º. de Maio dia do Doutrinador


O 1º de Maio, no Vale do Amanhecer, é chamado de “Dia do Doutrinador”, ocasião em que a Corrente do Amanhecer recebe novas projeções de forças cósmicas e extra-cósmicas, dando aos seus componentes novas posições iniciáticas, de acordo com suas condições físicas e por sua conduta doutrinária.
É a consagração mais importante para os médiuns, que devem estar no recinto da Estrela Candente antes do amanhecer. Segundo nos relatou Koatay 108, antes de o Sol nascer chega uma imensa nave – a Presença Divina – que projeta as grandes forças àqueles que ali estão, que as recebem de acordo com seus respectivos merecimentos.
Não adianta passar no ritual após o Sol nascer, pois já foi feita a distribuição das forças. Assim, aqueles que irão fazer a sua consagração junto com seus Adjuntos e/ou Presidentes, deverão estar na Estrela antes do amanhecer, mesmo que, após nascer o Sol, voltem para suas casas e ônibus, para aguardar a hora de passar no ritual.
Essa distribuição de forças está documentada em diversas fotografias, onde o fenômeno é perfeitamente visível.
Esse o motivo de ser a única consagração que se inicia de madrugada.
Por todos esses anos, desde a inauguração da Estrela, em 1978, as falanges missionárias começam a imantrar o local a partir das 5 horas da manhã.
Os médiuns fazem suas concentrações nos diversos locais da Estrela, aguardando a abertura do ritual, que é feita por volta das 6 horas.
Este o ponto para o qual devemos ter toda nossa atenção: as forças chegam e são distribuídas, individualmente, antes da abertura pelos Trinos Triada. O ritual é aberto e as ninfas missionárias deixam suas concentrações para se unirem aos seus mestres e ao seu povo, para passarem diante de Pai Seta Branca e da representante de Koatay 108 – enquanto seu Adjunto e/ou Presidente faz a emissão e o canto -, fazem sua anodização, passam pela Lança de Yemanjá e terminam sua jornada na Pirâmide, sendo liberados.
Uma das mais marcantes datas, o 1º de Maio vem sendo prestigiado pelos médiuns de todos os Templos do Amanhecer, que fazem uma grande reunião dos filhos de Pai Seta Branca nessa consagração. Tia Neiva fez seu juramento em 1º de Maio de 1958. Em 1º de Maio de 1980, a grande missão de Koatay 108, depois da reunião de nossa tribo, se concretizou na Conjunção das Sete Raízes, quando à nossa raiz (*) Andina e à raiz dos Himalaias se juntaram as outras cinco raízes Capelinas.
Em nota para a imprensa, o Trino Tumuchy deu as seguintes informações:
O 1º de Maio no Vale do Amanhecer é chamado de Dia do Doutrinador. Doutrinador é uma qualificação mediúnica, criada por Tia Neiva, a Clarividente responsável pela missão do Vale. Trata-se do médium inteiramente consciente, cuja ação se baseia na razão e que assume a responsabilidade de tudo que possa acontecer na missão espiritual do Vale.
A cada 1º de Maio a Corrente assume uma nova posição iniciática, isto é, ganha novas fontes de energias espirituais. Para que isso aconteça é necessário haver novas organizações físicas, novos dispositivos iniciáticos. Para tanto, o corpo mediúnico reorganiza-se em novas escalas hierárquicas e novos escalões de comando.
Neste 1º de Maio está sendo inaugurado o novo dispositivo do Templo Iniciático a céu aberto, que se chamará UNIFICAÇÃO.
Trata-se de um lago artificial, circundado por locais de trabalho, construído em pedra e alvenaria, onde serão praticados novos rituais. O conjunto simboliza a grande jornada das forças civilizatórias que envolvem o período da História que precede a nossa era, atravessa os grandes eventos históricos e chega até nossos tempos.
Nesse conjunto iniciático estão envolvidos os Espartanos, os Macedônios, os Egípcios e a Era Crística ma sua plenitude da vida de Jesus.
Esta é a finalidade das imagens que têm um sentido de funcionalidade junto com as construções. Elas representam Jesus, Pai Seta Branca, Yemanjá, Yara e as Princesas do Adjunto de Jurema.
Não se trata de um sincretismo religioso mas, sim, de um ponto de apoio visual para facilitar a ligação mental entre as várias épocas. Daí, inclusive, a presença da Pirâmide, que facilita a obtenção das energias acumuladas nessa época e nessa região do planeta.
A base do ritual que se inaugura neste 1º de Maio é a longa jornada através dos tempos resumida no percurso em torno do lago.
Em harmonia com o conjunto arquitetônico vibram as vestes, as cores, o som e os mantras discursados.
A cerimônia inaugural começa ao nascer do Sol e termina quando todas as falanges tiverem cumprido seus rituais.”
1º. de Maio de 1976

Enviar um comentário