sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Jaguar Espartano



O exército Espartano teve a sua memória atravessando os séculos pela sua capacidade suprema de lutar e vencer aqueles que o desafiavam.
Era cruel, pois não conhecia o medo, se lançava a batalha sem temer a morte. Sua maior força era a sua capacidade de se entregar somente a missão que lhe era dada, não se intimidava, não temia nada nem ninguém.
Mas fracassou, pois embora possuía uma perseverança inabalável e uma honra inviolável, não sabia amar. Hoje volta a terra esse espírito determinado, mas agora, guiado e iluminado pelo evangelho vivo de nosso senhor Jesus Cristo.
Reza a lenda que o exército de Esparta era invencível, pois lutavam todos como apenas um, os soldados defendiam aqueles que estavam ao seu lado como a si próprios. Esta deve ser a força de organização a buscar, mas agora, nos princípios de amor ensinados por Cristo.
Na missão que lhe é confiada no terceiro milénio ele deve ter a sua frente somente o seu objetivo, sem se abalar ou temer os desafios que lhe forem impostos. Ciente de que poderá fraquejar, mas confiante de que terá ao seu lado um centurião preparado, que irá lhe defender com a mesma garra que ele próprio o faria. Assim é a nossa missão meus irmãos, muitos de nós iremos passar por momentos de fraqueza, mas sempre haverá um de nós tomando a frente e dando continuidade ao nosso objetivo.
O soldado que servia Esparta, servia os interesses e a missão de Esparta. Não colocava suas fraquezas ou os seus objetivos pessoais em alta, estava apenas guiado pelo objetivo de seu povo.
Muitos soldados não se importavam em morrer na guerra, pois faziam isso pela consciência de que não lutavam apenas por si próprios, mas pelo seu povo. Muitas vezes não seremos nos que estaremos a frente dos trabalhos, mas fortalecidos na busca de um objetivo maior, iremos fortalecer o nosso irmão.
Pois embora seja grande as nossas diferenças, temos que buscar a união, pois somente através dela nos faremos todos em apenas um. Um objetivo, uma razão; uma missão. Estamos aqui buscando a nossa realização íntima e ela só será alcançada quando nos entregarmos por inteiros para o objetivo de todos!
Salve Deus!
Enviar um comentário