quarta-feira, 28 de maio de 2014

Religião e Doutrina


                                                          RELIGIÃO E DOUTRINA
Salve Deus!

A religião é capacidade do homem se ligar, religar-se a alguma coisa, doutrina é o conjunto de normas e leis que as pessoas se filiam e se comprometem seguir suas orientações.
Na religião o individuo aceita suas diretrizes mas, não assumiu, ou a mesma não impõe uma fidelidade a seus preceitos e ritos, o que determina essa fidelidade é a fé e aceitação dos fatos que comprovam a ação dos espíritos,santos, anjos e elementos ligados aos ritos que formam o conjunto de cada religião.
Nas doutrinas existem elementos que levam a religiosidade humana, portanto, pode se ser religioso sem ter uma religião.
Mas nas doutrinas pode também não ter nenhum elemento religioso e no entanto a mesma estar ligada a preceitos esotéricos e místicos.
Tia Neiva e o Primeiro Mestre Trino Tumuchy o decodificador da doutrina do Amanhecer afirmavam que somos uma doutrina e não religião.
Essa afirmação também era embasada nos risco que as religiões correm ao levar o homem ao fanatismo ou a crença exagerada isenta das razões que possam analisá-la no que diz respeito principalmente de onde vem as informações e o destino que elas levarão.

Em nossa doutrina existem inúmeros elementos que a levam a caminhar muito próximo a ser uma religião. Segundo definição, para ser religião é necessário ter um Deus, ritos, e dogmas. Temos Deus, rituais ou ritos, mas não temos o dogmas, se há , foi criados por nossos médiuns que alheio ao conceito real de nossa doutrina passam a criá-los e difundi-los junto a nossos médiuns.

A formação inicial de nossa doutrina ou sua origem remonta a um planeta que é conhecido pelos esotéricos chamado de Capela, Tia Neiva apelidou-o de Planeta Monstro pois seu tamanho é muito grande. De lá, segundo ela partimos na idéia de colonização do planeta Terra.
Fica hoje difícil de estabelecer uma divisória na Doutrina do Amanhecer entre ciência e religião, ou doutrina e religião, muito o traçado dos mentores para nosso sacerdócio seja somente ser uma doutrina; hoje a religião tem tomado um corpo muito grande em nosso meio essa situação tem levado a um crença exagerada e aceitação nas determinações de pessoas que não tem ou não tiveram outorga da Clarividente para fazê-lo.

A aceitação dessas normas sob o conceito da religião pode ser encarada como sagradas, porque a religião permite erros e consecutivamente a reparação através da complacência dos mentores.

Já Doutrina, não tem senões é ser ou não ser, constituídas por leis etéricas baseadas na ciência espiritual que a principio podem parecer duras, mas Tia Neiva em muitas vezes afirmava: “Esse povo não tem coração” e Pai Seta Branca afirmava inúmeras vezes sobre a necessidade da disciplina, e essa nada mais é que conduta doutrinária e a medida que o médium em nossa doutrina vai avançando em seu conhecimento e consecutivamente em seu conhecimento vai perdendo o que comumente chamam de “livre arbítrio” que é o direito de errar, muito embora erro seja quando se faz alguma coisa que não deveria ser feito tendo conhecimento dela , nós mestres deste Amanhecer conhecemos em todo as leis e normas que regem este Amanhecer.

Contam que certa feita Pai Seta Branca disse do cuidado que se devia ter com Mestres rezandinos, ou seja, daquele médium cuja preocupação maior é rezar , e não trabalhar mediunicamente.

Alguns acham que quando menciono Hierarquia e força decrescente estou partidário do Trino Ajarã. Falo de um sistema original, perfeito, deixado por um Clarividente que montou uma doutrina baseada nesses principio e normalmente quando alguém vai contra essas informações porque de alguma forma não foi atendido em sua reinvidicações , daí mais uma vez quando Jesus afirma que não podemos agradar a dois Senhores , devemos analisar como estamos vivendo essa doutrina, seguindo uma conduta doutrinária ou atendendo a caprichos humanos...

Gilmar
Adjunto Adelano
Enviar um comentário