terça-feira, 22 de outubro de 2013

As Ninfas e Mães em nossa Doutrina




                          AS NINFAS E MÃES EM NOSSA DOUTRINA
Salve Deus!
Sempre se ouviu falar que nossa doutrina é primordialmente comandada por Doutrinadores, lógico que são só homens. Alguns dizem que seu status de machista é uma herança espartana, muito embora , Pai Seta Branca ao afirmar que suas filhas são “rosas”, “ternuras”, tem na verdade , por trás dessas afirmações o cuidado de um pai , preservando suas filhas do trabalho pesado e desgastantes que na verdade é assumir o comando e administração física da doutrina.
Mas se formos analisar e observar o que realmente acontece, vamos observar que as coisas não são bem assim. Nossas Ninfas tem um papel de suma importância em tudo que acontece em nosso meio doutrinário...E ainda mais; elas comandam na verdade, e muito!
A Doutrina nasceu de uma mulher! Tia Neiva afirmou alto em bom tom no radar do templo em um domingo em que o mesmo estava lotado!
-Eu pari o Doutrinador!
-Ele é meu filho!
-E ele me deve a vida!
-Para os mais veteranos vamos fazer um pequeno passeio e viajar um pouco por esse tempo, que nos auxilia, nos conforta, mas também infelizmente, tem a outra faceta, que em nosso meio não nos ajuda, que é apagar a memória de fatos ocorridos em nosso meio , e também outro fato triste entre nós é que nossos registos, nossa história oficial é tremendamente deturpada, deixando os novos componentes sem ter conhecimento das mulheres que fizeram e fazem história em nossa doutrina.
-Neiva Chaves Zelaya.
Nascida em Propriá, Sergipe ele foi além de tudo quanto podemos entender como missionária. Nascida em meio a uma família católica, ficando viúva muito jovem, e uma época em que o preconceito era enorme, foi fotografa, motorista de ónibus e caminhão, primeira motorista profissional do Brasil, de repente de uma hora para outra, começou a ver e ouvir espíritos. Daí para frente, assumiu sua condição mediúnica e formou hoje o que é a Doutrina do Amanhecer.
-Maria Edelves Couto dos Reis.
-Nascida em Parnaíba Piauí funcionária pública federal, veio do Rio de Janeiro transferida para Brasília, um dia resolve procurar a Clarividente e estando a sua frente , Tia Neiva pede a Edelves que para não mais usar o que trazia em sua bolsa, pois ela não precisava daquela espécie de amuleto que ali estava. Entra para doutrina, e a maioria dos trabalhos que foram implantados por Tia Neiva a ninfa sol Edelves fez a abertura.
È consagrada Adjunto Yuricy, o único Orixá mulher em meio a 39 homens consagrados como Adjuntos. É lhe entregue as falanges de Yuricys e Príncipes Maias e por volta da década de oitenta é consagrada Regente de Koatay 108.
-Nair Zelaya .
Participou do nascimento das falanges de Nityamas e Yuricys. Junto ao convívio de Tia Neiva conheceu a essência da doutrina e seus rituais. Na década de oitenta uniu-se ao Trino Ajarã Gilberto Zelaya e começaram sua missão bandeirante, semeando a doutrina em todo território brasileiro, de transcendência dos paços imperiais, é a primeira Aponara, falange missionária criada pelos Trinos Presidentes Triadas e que está ao lado dos Adjuntos Presidentes como companheira na criação e manutenção dos templos do Amanhecer.
-Terezinha Zelaya.
-Esposa e Ninfa do Trino Ypoarã, sua emanação e carinho é tão marcante que pensamos que ela é filha biológica de Neiva Chaves Zelaya. Sua presença no ritual de casamento como Pitonisa faz seu brilho natural transcender nossos pensamentos, comentam que Tia Neiva lhe concedeu posicionamentos e situações espirituais especiais.
-Carmem Lúcia e Vera Lúcia Zelaya.
-Primeira Muruaicy e Primeira Samaritana. Assistiu e participou do nascimento e desenvolvimento de nossa doutrina, ao lado de família , viveu as dificuldades de uma família em busca da afirmação da visão de sua mãe em momentos em que somente a força de uma família poderia dar sustentação para Neiva pudesse continuar sua caminhada para edificação dessa doutrina.
-Gertrudes Zelaya (Study).
Afilha e filha adotiva(oficial) de Neiva Chaves Zelaya, foi segunda Mãe dos quatro filhos de Neiva. Enquanto ela trabalhava Gertrudes ficava tomando conta das crianças. Também foi mãe adotiva de centenas de outras crianças que Tia Neiva albergava em seu orfanato.
Não podemos deixar de mencionar outras Ninfas como D Nilza Hanna Primeira Franciscana, Dinah primeira Dharman-oxinto, Dona Argentina que foi Presidente de templos em Minas Gerais e todas as primeiras de falange, de Socorro esposa do Adjunto Amayr, Dona Zilda esposa do Adjunto Umaryã.
Assim como não podemos deixar de forma alguma de mencionar você Ninfa Lua, companheira, esposa do Adjunto Presidente! Você que um dia acreditou na intuição de seu companheiro dada pelo Ministro dele na formação de um povo. Deixou seus filhos, sua casa e partiu para fundar um outro lar, onde filhos de outras épocas , de outras instâncias se reencontram para o cumprimento dessa jornada missionária . Histórias como a nina de um Presidente no início de sua jornada, quando era somente ela e seu mestre. Com um filho de colo, ao ir para os Tronos o filho era entregue aos pacientes para ser cuidado enquanto estava incorporada. Como ninfas que assisti ao chegar ao templo estava ela, de enxada na mão ajudando seu Mestre a construir a base do templo. Que nas estradas perigosas de nosso pais, ainda hoje, se arrisca para levar a doutrina ao Caboclo ao homem que busca a paz nessa nossa doutrina.
São mulheres, Ninfas que comandam sim , que nos dão a vida nossas companheiras, mães, amigas que não medem nenhum esforço para servir a Jesus o Caminheiro e a esse Pai Seta Branca grandioso...
Não há mais o que dizer a não ser nosso profundo respeito e carinho , desses seus companheiros, filhos e amigos...
Feliz dia das Mães..
Adjunto Adelano
Gilmar
Maio/2013
Enviar um comentário