terça-feira, 16 de abril de 2013

As nossas vidas são conquistas de Reencarnações atravez do Amor


Salve Deus!
Peço permissão para entrar em seu coração!
As nossas vidas são conquistas de reencarnações movidas através do sentimento, do amor, mas principalmente da razão incondicional que rege esta faixa terrestre. Conforme vamos aprendendo a nos comportar diante da nossa natureza cármica vamos ganhando o direito a nossa libertação que resulta na aproximação do verbo divino na sua estrutura biológica e espiritual.
Eu sei que para muito ainda é difícil compreender aqui na terra a sua dor, porque os seus sentimentos ainda não se afinaram para Deus e isso dificulta na reformulação do contexto evolutivo da nova era. Eu posso ser bom, eu posso fazer caridade, eu posso tudo, mas se não mudar a índole da minha jura transcendental de nada valerá esta evolução. A evolução pode ser terrena também, como a conquista da materialidade, mas a dispendiosa falta de sintonia com o invisível plano acoberta silenciosamente a sua estrutura existencial.
Hoje eu digo que sou bom, mas e o ontem como direi no futuro!
É muito complexa a nossa vida, ela é cheia de altos de baixos, porque se uma hora eu estou de bem em alguns segundos já estou distorcendo a realidade com baixo padrão do pensamento. Vemos isso diretamente no comportamento humano e em várias situações que se empregue o coração. Mudar de sentimento não é tão fácil assim não, porque envolve a transformação da couraça blindada pelas dezanove reencarnações que formaram uma estrutura imbatível por onde a luz não penetra. Graças a Deus que hoje já temos indícios dela penetrar nos vales negros da incompreensão.
Você já sabe o que é os vales negros da incompreensão!
Eu pedi licença ao meu sol interior para servir ao meu sacerdócio de todas as maneiras e formas possíveis, mas em contrapartida tenho no meu alicerce a minha divida cármica que me cobra a ficar com os pés no chão. Vejam que quando alguém começa a sublimar, pensando ser santo, logo vem às pauladas do destino recompondo seus pensamentos e direito de escolha. É assim que o mundo espiritual garante nossa permanência neste planeta, a dor resulta num calmante necessário ao bem espiritual.
Eu estive recebendo aqui esta noite uma visita pela qual poderia até dizer, foi uma aula doutrinária. Este espírito veio com ideias afins de métodos tradicionais que estudara em sua caminhada, mas tudo apagado, tudo trancado a sete chaves. De nada valerá o seu conhecimento sem que ele manipule as forças do seu coração. A obsessão pela ideia fixa de aprender e não desenvolver a sua mediunidade trás ao seres humanos doenças gravíssimas que elevam sua taxa de compromissos consigo mesmos, alterando a sua formação religiosa, e muitas vezes até perdendo sua crença em determinada fé. Isso é indicio de perturbação emocional, o que requer a desintegração das ondas cerebrais por meio de choques da consciência com a inconsciência. Eu vejo que tudo se altera e tudo pode mudar de lado, porque nada sem faz sem que tenhamos condição para isso.
Viver nesta faixa perigosa de compromissos além terra é viver o seu mundo astral diretamente na sua formação espiritual. Eu digo que ainda sou um sofredor buscando a minha paz interior. Nunca irei contradizer a minha missão pelo fato de ir ou vir, mas sei que ainda preso pelo calcanhar eu sofro as minhas dores milenares. Mas e porque eu faço isso, irão me perguntar! Pelo simples fato da missão do jaguar não morrer na praia. Temos que ir buscar entendimento para as novas reações de evolução, sim, porque não podemos parar estacionar e ficar pedindo o pão nosso de cada dia sem ao menos merecer. O trabalho mediúnico é como um passaporte para chegar ao além, muito além da conceção mental física. Muitos me julgam pelo simples fato de trazer, de mostrar, mas quem em sã consciência faz isso agora. Tia Neiva reencarnou para novamente formar seu canto neste encanto e assim voltar a ensinar o evangelho de Jesus. Esquecemos dela por enquanto para que sua luz não seja alcançada e assim quando for chegada à hora tudo irá se renovar.
Se Lembrem, meus mestres, ela já está entre nós e vamos poder testemunhar a sua força espiritual nesta nova era. O silêncio do mundo espiritual está preparando o seu retorno ao nosso convívio. Seta Branca nosso Pai é quem ordena a cada um o seu compromisso espiritual.
Eu estou rodeado pelo espírito santo na força de Sabá e do povo de Iara que se desloca como um arco íris levando os eflúvios luminosos da sua elevação. Iara, meus mestres, é como um lindo arco íris de Deus, um rosário de luzes que enfeita o nosso aledá. Ela se projeta diretamente sobre seus filhos trazendo a esperança e o amor incondicional.
UM ARCO IRIS DE DEUS! Salve Deus Iara de Deus, de Jesus e Seta Branca nosso Pai!
Graças a Deus que temos esta mãe em nosso coração!
Salve Deus!
Adjunto Apure
Enviar um comentário