terça-feira, 2 de outubro de 2012

Aulas dadas, pelo TRINO TUMUCHY, 1982


1ª. Aula
Neiva me esclareceu da necessidade destes ensinamentos no dia do desencarne da nossa Mestre Lua Ivone, quando, pela primeira vez, pude presenciar um fenômeno real, objetivo, incrível e incontestável, onde uma serpentina de fogo atravessou, lentamente, o céu, a meio horizonte, na escuridão da noite, sendo vista por várias pessoas. Neiva, presente, disse tratar-se da Estrela Acelos do 2º Verbo. Era, pois, a primeira vez que uma Estrela, destas que estão vindo - Harpásios, Sivans, Taumantes, Vancares, Cautanenses, Sardyos, Acelos, Mântyos, etc.) se apresentou assim, de forma tão incontestável. Esta aula foi dividida da seguinte forma: 1º) Os meios em que as coisas se realizam entre o Céu e a Terra; 2º) Sistema Sideral, isto é, o princípio das organizações nos planos etéricos; 3º) Sistema Humano; 4º) Sistema Iniciático; e 5º) Sistema Evolutivo. Todas as relações das coisas, neste Universo, constituem um grande campo vibracional. Tudo vibra em uma determinada onda e os planos vibracionais determinam a composição das coisas. Digamos, assim, que o campo vibracional de todo o Universo seria o próprio Deus! Os variados campos vibracionais determinam, pois, as diferenças entre as coisas. O mais conhecido por todos nós é o próprio átomo, com uma vibração positiva, uma vibração negativa e uma vibração neutra. Outro campo vibracional está aqui, bem perto de nós, mas não o percebemos. Exemplo: a luz, que enxergamos normalmente. Se aumentarmos sua vibração (intensidade), ficamos cegos, porque a capacidade vibratória do nosso olho foi ultrapassada. Nós conhecemos as vibrações positivas, as negativas e o neutrom, representados na Estrela do Escudo (Colete) pelo sinal de dividir. Adquirimos, pela nossa condição iniciática em Koatay 108, a capacidade de varar o neutrom. O espírito que nos trás uma comunicação atravessa a barreira do neutrom. Quando saímos do nosso corpo, enquanto dormimos, atravessamos a barreira do neutrom e, por serem campos vibratórios diferentes, raríssimas vezes nos recordamos dos fatos. Neiva, por ser Clarividente, e pela natureza de sua missão, é consciente de suas viagens aos mundos fora da matéria em que vivemos. Estes planos vibratórios fazem com que os fenômenos permaneçam em ambos os planos. Os fatos que acontecem na Magia de Jesus permanecem, e isto é verdadeiro porque levamos conosco as heranças dos dias anteriores, os efeitos das causas que nos fizeram retornar a bagagem transcendental. Estes fatos estão mudando de valores conforme o campo vibratório em que vão penetrando. Assim, um ato, por exemplo, de um crime aqui na Terra, no plano espiritual poderia ser um reajuste. Os fenômenos vão se modificando de acordo com as manifestações. Nós temos duas forças distintas de manipulação das vibrações, que são o Apará e o Doutrinador. O Doutrinador produz um tipo de manipulação que nós chamamos de manifestação silenciosa. O Apará é uma força concreta, absolutamente nítida, que se manifesta no seu plexo. A manipulação conjunta do Apará-Doutrinador constitui a base de todo o nosso Sistema. O Apará obedece a uma linha completamente diferente de trabalho, que vem do Oráculo básico de Olorum
Enviar um comentário