quarta-feira, 9 de maio de 2012

A verdadeira missão de uma Ninfa



UMA NINFA APESAR DE MUITOS ANOS NA CORRENTE NÃO SE SENTIA REALIZADA. DIA APÓS DIA ESPERAVA QUE UM GRANDE FENÔMENO LHE ACONTECESSE; MAS NADA MAIS ACONTECIA DO QUE ROTINEIRA PARTICIPAÇÃO NOS TRABALHOS; A MESMA DOUTRINA, OS MESMOS ACONTECIMENTOS. ACHAVA INJUSTO, UMA VEZ QUE SE ACHAVA MELHOR DO QUE MUITOS DOUTRINADORES, QUE SE DESTACAVAM NOS COMANDOS. OBSERVANDO AS DEMAIS NINFAS, SOL E LUA, PERCEBIA QUE ERA, DE LONGE, A MAIS DEDICADA E SEMPRE QUE PODIA DAVA UM JEITINHO DE CONVERSAR COM SUAS IRMÃS APONTANDO SUAS “FALTAS”; E, LÓGICO, SE COLOCANDO COMO EXEMPLO DE CONDUTA DOUTRINÁRIA A SER SEGUIDO.
MUITAS VEZES O ADJUNTO PRECISOU DE NINFAS PARA A LIMPEZA E CONSERVAÇÃO DO TEMPLO, MAS A NINFA NUNCA SE DISPUNHA A AJUDAR- PENSAVA QUE LIMPAR O TEMPLO NÃO ERA FUNÇÃO PARA UMA NINFA DE SUA ESTIRPE. TAMBÉM NÃO SE DISPUNHA A AJUDAR NA COZINHA, NEM NO PEQUENO PAJÉ; TINHA CERTEZA QUE UMA GRANDE MISSÃO A ESPERAVA, POR ISTO, AJUDAVA FINANCEIRAMENTE O TEMPLO, COM BOAS QUANTIAS EM DINHEIRO QUE FAZIA QUESTÃO DE ANUNCIAR A TODOS, PARA QUE TODOS SOUBESSEM DE SUA GENEROSIDADE; TAMBÉM DOAVA, FREQUENTEMENTE, FINOS OBJETOS QUE, POR SEU VALOR FINANCEIRO, DESTOAVA DO AMBIENTE SINGELO DO AMANHECER.
CERTO DIA DE TRABALHO OFICIAL, AO FINAL DO ATENDIMENTO DOS PACIENTES, O PRETO VELHO DISSE À NINFA QUE TINHA UM PEDIDO A FAZER-LHE.
O PRETO VELHO, HUMILDEMENTE, DISSE À NINFA QUE PAI SETA BRANCA A TINHA ESCOLHIDO PARA UMA MISSÃO ESPECIAL NAQUELE TEMPLO. ERA UMA MISSÃO DE GRANDE RESPONSABILIDADE QUE, SE BEM CUMPRIDA, AJUDARIA MUITO AO TEMPLO, BEM COMO A SI MESMA.
CHEIA DE ORGULHO, A NINFA QUASE NÃO SE AGUENTAVA PARA SABER QUE GRANDE MISSÃO SERIA; E FOI, COM CERTA DECEPÇÃO, QUE OUVIU DO PRETO VELHO QUE A MESMA DEVERIA ASSUMIR A CANTINA. A MODESTA CANTINA, ALÉM DE OFERECER LANCHES E CAFÉS QUE ALIMENTAVAM OS MESTRES NAS LONGAS HORAS DE TRABALHO INCANSÁVEL, ERA RESPONSÁVEL PELA MAIOR PARTE DA RECEITA, CUJOS VALORES ERAM EMPREGADOS NAS DESPESAS.
ENTRETANTO, A NINFA ACEITOU TRABALHAR NA CANTINA, EMBORA ACHASSE QUE QUALQUER OUTRA PODERIA ALI FICAR.
NÃO DEMOROU MUITO E OS PROBLEMAS COMEÇARAM: ELA COMEÇOU A ACHAR QUE FICAVA COM MAU CHEIRO POR CAUSA DA FRITURA; PERDIA A PACIÊNCIA COM QUEM RECLAMAVA SE O SALGADO ESTIVESSE FRIO, SE O CAFÉ ESTIVESSE FRACO, SE O LANCHE ESTIVESSE CARO. CHEGAVA A HUMILHAR AQUELES QUE PEDIAM TROCO E COMEÇOU A ACHAR QUE TUDO AQUILO A REBAIXAVA ESPIRITUALMENTE E MESMO MATERIALMENTE, POIS LAVAR AS VASILHAS ESTRAGAVA SUAS UNHAS TÃO BEM CUIDADAS, O VAPOR DAS FRITURAS E COZIMENTOS ESTRAGAVAM SEUS CABELOS TÃO BEM TRATADOS NO SALÃO DE BELEZA... O CERTO É QUE, EM MENOS DE TRÊS MESES, LARGOU A CANTINA E VOLTOU À ROTINA DE SEMPRE.
O TEMPO PASSOU E ESTA NINFA DESENCARNOU.
AO CHEGAR EM PEDRA BRANCA, ENTRE SEUS MENTORES, VIU O PRETO VELHO QUE HÁ ALGUNS POUCOS ANOS ATRÁS PEDIU-LHE PARA ASSUMIR OS TRABALHOS NA CANTINA. ENVERGONHADA, A NINFA DIRIGIU-SE AO PRETO VELHO APRESENTANDO SUAS JUSTIFICATIVAS.
_ SALVE DEUS, MEU PAI.
_ SALVE DEUS, MINHA FILHA! ESTOU AQUI, MUITO FELIZ COM O SEU RETORNO E PARA TER A SATISFAÇÃO DE SABER SE VOCÊ CUMPRIU, DIREITINHO, A MISSÃO QUE LHE FOI CONFIADA!
_ IH, PAI! SE O SENHOR ESTÁ SE REFERINDO À CANTINA DO TEMPLO, EU NÃO FIQUEI LÁ POR MUITO TEMPO, NÃO!  SABE, EU TENHO UM GÊNIO MUITO FORTE E OS JAGUARES SÃO GENTE SEM EDUCAÇÃO, RECLAMAM MUITO DE TUDO, QUEREM EXIGIR... MUITOS RCLAMAVAM QUE NÃO TENHO EDUCAÇÃO, TIVE MUITOS ABORRECIMENTOS E ALGUNS BATE-BOCA. VIVIA CHEIRANDO À GORDURA; MINHAS UNHAS FEIAS E SUJAS... MAS, COMO MISSIONÁRIA, GRAÇAS A DEUS, CUMPRI DIREITINHO! SEMPRE DOEI GRANDES QUANTIAS DE DINHEIRO, CORRIGI MINHAS IRMÃS EM SUAS MISSÕES, PROCUREI, SEMPRE FAZER MEU CANTO E EMISSÃO EM PERFEITA SINTONIA, PREZEI POR EXCELENTE COMPORTAMENTO NO TEMPLO, ALIÁS, MUITO MAIS DO QUE QUALQUER OUTRA NINFA, SEMPRE ME APRESENTEI COM MINHAS ROUPAS E APARÊNCIA IMPECÁVEIS...
­_ MAS, FILHA, QUEM DISSE QUE SUA MISSÃO ERA O TRABALHO NA CANTINA?
_ ORA, O SENHOR, PAI JOAQUIM DAS PEDREIRAS... O SENHOR ME DISSE NAQUELE DIA NO TRONO...
_ EU SEI, FILHA;  O TRABALHO NA CANTINA FOI APENAS UMA DESCULPA PARA FACILITAR AS COISAS PARA VOCÊ. NA VERDADE, SUA MISSÃO ERA APRENDER O VALOR DA HUMILDADE, DA TOLERÃNCIA E DO AMOR; APRENDER A SERVIR, ACEITAR E  COMPREENDER AS ATITUDES DAQUELES QUE NOS DIFICULTAM A CAMINHADA. SALVE DEUS!
PAI BENEDITO DE ARUANDA.

Enviar um comentário