sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

A Hora do Jaguar


A HORA DO JAGUAR

Pai Seta Branca, numa das suas mensagens ao seu Povo, diz a certa altura que o Jaguar é um filho trabalhador, e menos orador.
O Jaguar tem o habito de trabalhar, e procura o Trabalho Espiritual em detrimento da Oração.
O Jaguar sabe que a oração é um instrumento de ligação entre Planos, dando ao Jaguar a quietude e a paz que ele tanto necessita.
A oração é a linha de contacto entre o seu espírito e a Espiritualidade. Logo, o primeiro passo é buscar o contacto com seu próprio espírito.
É preciso parar, mediunizar-se, e esquecer as dificuldades do dia a dia. A grande maioria dos Jaguares, é nas horas difíceis, que busca a oração.
Mediunize-se, sinta que você não é apenas esta personalidade transitória, que possui a experiência de tantas outras passagens pelo plano físico.
Nossa maneira, ou forma de trabalhar espiritualmente é diferenciada das demais, no meio do tumulto, do ruído, nós Jaguares, nos individualizamos, formamos uma conexão extremamente poderosa com legiões de espíritos, e através dela, alcançamos canais ou fluxo de energia, e os direcionamos para os locais que se fizerem necessário para que os Guias e Mentores trabalhem em função da cura desobsessiva.
Após a iniciação, é dado, ou facultado, ao Jaguar, três momentos durante o dia para que , onde quer que ele esteja, possa entrar em comunhão com suas origens espirituais através da Prece Iniciática.
Nesses momentos todos os Jaguares iniciados se unem e formam uma poderosa corrente de energia, e se conectam com as poderosas legiões, e emitem a prece; “- O SENHOR TEM SEU TEMPLO EM MEU INTIMO,  NENHUM PODER É DEMASIADO AO PODER DINAMICO DO MEU ESPÍRITO. O AMOR E A CHAMA BRANCA DA VIDA HABITAM EM MIM.” (seguida da oração do Simiromba)
No momento da prece o Jaguar deve procurar um local onde se possa concentrar, o seu Aledá, ou procurar um lugar tranquilo, e aí fazer a sua prece em voz baixa, pode fazê-la mentalmente, porque mesmo assim será ouvido. A prece é completa, não há necessidade de complementá-la com outra prece, não necessita de fazer elevações, é um momento íntimo do Jaguar com Deus, pois nesse momento os plexos dos médiuns estão em seu potencial máximo de receção e emissão de forças, e a corrente mediúnica da doutrina em sua potência máxima, percorrendo todo o planeta e conduzindo num feixe luminoso milhares de espíritos para Deus.
Deus em nosso íntimo, em nosso Aledá, ativando acima de tudo nossa transcendência, removendo séculos, milénios, resgatando débitos, promovendo a cura desobsessiva, sem estar num ritual formal,  e à medida que essas energias vão sendo desassimiladas, na hora da prece, o amor incondicional através da chama da vida produz a regeneração do plexo do Jaguar, reabastecendo-o durante a sua caminhada neste terceiro plano.
É preciso fazer com que a oração eleve o padrão do Jaguar, o coloque em contacto com a Espiritualidade, para assim, com o padrão elevado, o Jaguar possa estar em condições de receber as intuições que lhe podem trazer as esperadas soluções para um qualquer problema.
SEU PADRÃO VIBRATÓRIO É SUA SENTENÇA

Créditos: Exilio do Jaguar - Mestre Gilmar Adj. Adelano
Enviar um comentário