quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Conversas com Tia Neiva

(...) "Meu filho, este sacerdócio é a continuação de nossas vidas. Só temos uma alternativa. . . O que será melhor ? Viver, morrendo aos poucos, vendo perecer tudo em nossa volta ou viver na luta, criando o amor em seu redor ?"
"Tudo isto é o princípio e o fim. É fácil viver sem dificuldades, ensinando aos que não sabem viver."
"Hoje, meu filho, te parece difícil, no entanto, eu te garanto que é tão fácil amar a todos no amor incondicional, vendo nas coisas feias um bom sentido. Um missionário não luta contra o seu irmão, caminha sem desatino, mesmo sem saber para onde vai, sem conhecer o seu destino. Onde não é desejado, procure ser afável, procure ser bom. Um homem sempre precisa do outro. Ensine o amor a quem não souber amar."
"Não se esqueça, filho, que livre é o homem que sabe amar. Somente o trabalho nos ergue e nos faz compreender que, enquanto trabalhamos com os nossos irmãos, estamos em contacto com Deus. Nunca reclames da luta, mil vezes, e nunca reclames da paz. É preferível a esperança da busca que a paz da resignação."
COM CARINHO, A MÃE EM CRISTO JESUS, TIA NEIVA
VALE DO AMANHECER, 14 DE AGOSTO DE 1984
 Trecho de "PARTIDA INICIÁTICA EVANGÉLICA MINHAS CONVERSAS COM  UMAHÃ"

Enviar um comentário