sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Mensagem de Tia Neiva


Neste inicio de ano, nada melhor do que uma mensagem de nossa Mãe Koatay 108, sobre a nossa passagem por este Plano físico. 


Meus filhos !
Quando assumimos os compromissos dessa vida nos planos espirituais de Deus Pai Todo Poderoso trazemos em nossa bagagem os melhores desejos e as juras de fazer nessa vida, tudo bom, tudo que deixamos de fazer em outras vidas.
Desejamos vir, não somente pelo os nossos desajustes, nossas cobranças, viemos também pelos prazeres que oferece essa vida.
Por que meus filhos se estamos no espaço, e deixamos algo para trás, não sentimos paz, nos sentimos intranquilos, e arrastados pelas vibrações, somos compungidos a uma nova encarnação.
Sim, meus filhos, renascer. Receber de Deus uma permissão para uma nova existência, não é tão simples assim, contudo, tão logo chegamos, recebemos daqueles que nos aguardam aqui aquilo que pedimos, que merecemos.
Porque, é uma grande oportunidade que temos em nossas mãos, de reconduzirmos o nosso passado. E tão logo chegamos, nos encontramos com nossas vítimas na figura de nossos familiares, nossos amigos, nossos parentes.
Pela bênção de Deus, estamos todos envolvidos num amor sanguíneo e tudo é mais ameno, tudo é conduzido pelo amor de pai, pelo amor da mãe. Muitas vezes filhos, é longa a trajectória do espírito na Terra. 
Supõe o homem ser sua primeira experiência no campo da vida, porque sua memória foi apagada, ele não trás registo daquilo que ele foi, daquilo que ele fez. Também não reconhece suas vítimas, seus perseguidores, facilitando sua convivência com aquelas almas que ele por sua incompreensão feriu, prejudicou.
Porém, tão logo se inicia sua faixa cármica na vida, seu carma ou destino, ele começa a pagar centil por centil daquilo que deve. Iniciam-se suas cobranças, seus reajustes com suas vítimas, os conflitos, as dores lhe penetram a alma, e o que lhe parecia alegria e paz, em sua adolescência transforma-se em sofrimentos e angústias.
Meus mestres Jaguares, a vida não perdoa, não há erro, simplesmente há reparação daquilo que não soubemos conduzir. Às vezes um mau comportamento, ou numa atitude impensada ferimos alguém, ou destruímos os seus sonhos. 
Se somos humildes, admitimos nossas falhas tudo bem. Se os homens nos perdoam, Deus nos perdoará também. Ao contrário, se somos arrogantes com aqueles que nos procuram atrás de auxílio, aqueles que Deus colocou em nossos caminhos, se somos intolerantes, tudo mal.
Morreremos pelo caminho se não soubermos exactamente o que queremos se não tivermos a consciência daquilo que viemos fazer, dos nossos deveres para com os outros, dos nossos limites e responsabilidades quando tiver a nossa frente um irmão. 
Cuidado mestres, nunca sabemos quem bate a nossa porta. Pode ser amigo, irmão espiritual ou uma vítima do nosso passado. Não deixe que ninguém parta para longe de você, sem o seu calor vital, sem a sua compreensão,sem o seu amor
Cuidado... Cuidado para que as dores e angústias te obriguem a uma nova visão. Cuidado para que sua alma distante, esparsa não perca a oportunidade que Deus te confiou. 
Às vezes, aqueles que estão a nossa volta, levaram milénios para nos reencontrar. E tão logo chega a oportunidade perdemos, pela incompreensão, deixamos escapar adiando mais uma vez a reparação do nosso destino.
Sim, mestres, tudo é simples, quando reconhecemos a superioridade de Deus. Essa é a ciência que os nossos ancestrais buscam nos passar. Deus é amor, a verdade eterna. Contudo, Deus não tem pressa.
Somos livres para escolher, até mesmo para fazer aquilo que nos convém, porém, assim que somos chamados a dar explicações nos mundos espirituais do que fazemos de nossas vidas, choramos pela oportunidade que perdemos, e temos que colher e recolher aquilo que espalhamos e fizemos aos outros.
O homem cura o seu coração pela razão e conhecimento. Porque as coisas que desprezamos, distratamos, ofendemos pela falta de compreensão e amor, nos esperam no amanhã. 
Não se pode caminhar deixando para trás as nossas vítimas do passado.
Por essa razão Jesus nos advertia que, antes de orarmos a Deus, fossemos fazer as pazes com aquele que tínhamos ofendido. Porque se o homem lhe perdoa, Deus lhe perdoará. Sendo que, “as leis físicas que nos chamam a razão são as mesmas que nos conduzem a Deus”.
E se falando em Jesus, vamos sentir a grandeza absoluta de seu amor, e aos poucos vamos penetrar em seu Evangelho, sem complicações do sensorial, que pela falta de verdade em nossas vidas, não temos como analisá-la.”

TIA NEIVA
Enviar um comentário