quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Jaguar


O mundo sofre muitas transformações desde sua origem. Muitos acontecimentos históricos foram registados por aqueles que o viveram de perto, porem registos estes que sofreriam da limitação percetiva daqueles que o observaram.
Nossa imaginação tende a influenciar diretamente naquilo que a gente presencia, isso é notório nos dias de hoje com qualquer ser humano. Os costumes e as culturas mudaram muito e aumentaram com o crescimento populacional, mas o ser humano é exatamente o mesmo, com as mesmas capacidades de antes. Por exemplo; se hoje devêssemos falar de uma religião há qual não pertencemos, teríamos em nossos registos, na melhor das hipóteses, palavras de respeito, mas não de admiração, pois só participamos daquilo que de alguma forma admiramos.
Agora se fossemos falar de nossa religião, talvez, exageraríamos em tantos elogios que faríamos para tal.
Antigamente a religião era pouco explorada do ponto de vista racional, pois apenas uma pequena parcela da humanidade dispunha de estudos e conhecimentos filosóficos. Hoje a realidade é totalmente diferente, tendo grande parte da população como estudiosos e pensadores, porem a incapacidade de se explorar racionalmente as religiões é praticamente a mesma.
As pessoas julgam e condenam a fé alheia, desperdiçando um precioso tempo que teriam para viver a sua própria fé e transformar através dela sua própria vida. O Jaguar tem um papel crucial nesta nova era, não coincidentemente a humanidade levou mais de trinta e dois mil anos para chegar há pouco mais de dois milhões e meio de seres humanos no mundo e apenas duzentos anos para chegar a sete biliões, e agora o Jaguar se faz presente.
E a pergunta que deve ser respondida pelo Jaguar é; qual é o seu papel? Todo Jaguar que souber responder a esta pergunta irá saber também cumprir sua missão. O Jaguar esta na terra para atender aqueles que o procuram e buscar, quando solicitado, aqueles que se desesperam.
O Jaguar deve abrir as portas da casa de Seta Branca rigorosamente todos os dias, em horários específicos, pois toda a espiritualidade se movimenta nos planos superiores para mandar nestes horários a corrente de ligação entre o Céu e a Terra. O Jaguar deve atender a todos, sem distinção, fazendo sempre o bem sem olhar a quem. O Jaguar tem que entender que este é o seu compromisso e sua missão, que levará até ele tudo o que ele precisa para sua evolução.
O Jaguar é um ser em busca de luz, que ainda possui carma, mas não desanima pelas suas dores, pois sua mãe o encorajou e o preparou para que hoje ele tenha a força de um missionário. Meus irmãos; nossa missão é grandiosa e o nosso conhecimento e poder não podem ser usados para se envaidecer, e sim para atender com todo o nosso amor, àqueles que necessitam de nossa luz.
A luz que hoje cura e leva compreensão a todos que chegam à casa de Seta Branca em busca de socorro, não pertence a nós, ela foi confiada por Deus as nossas mãos, que foram preparadas por nossa Mãe Clarividente.
O Jaguar mais que ninguém, deve entender e respeitar as diferenças religiosas, pois não existe religião boa ou ruim, existe a religião que nos alimenta, nos ilumina e nos completa, esta é a religião perfeita e a que devemos pertencer.
Cada um neste imenso planeta recebeu uma vida de presente, uma grandiosa oportunidade que foi concedida por Deus para virem aqui e cumprir algo, respeitemos todas essas missões que são desenvolvidas no plano físico. Toda missão, toda palavra, todo gesto, todo pensamento, toda atitude que tiver consigo o esclarecimento do amor, não importa a missão, a palavra, o gesto, o pensamento, a atitude, todas estas servem ao mesmo Deus, porem com propósitos momentaneamente diferentes. Koatay 108 pisou nesta terra e deixou a sua marca, o Jaguar.

Tem quem acredite que daqui ela se foi, mas se enganam, pois todas as vezes que um Jaguar bem harmonizado e em sintonia com Deus leva a cura há um desesperado ele carrega consigo os ensinamentos e a presença de Koatay 108.
Enviar um comentário