quarta-feira, 17 de julho de 2013

O despertar da Consciência

                                  O DESPERTAR DA COSNCIENCIA

Salve Deus!

Somos instrumentos de uma orquestra cujo maestro nos inspira a buscar notas perfeitas para executar uma bela canção.

Como semelhança do Criador, nos deslocamos em algum ponto do tempo e nessa relação de tempo espaço estamos buscando reencontrar nossa origem. O sagrado mundo do espírito é a via que nos dá a oportunidade desse reencontro, e lá, poder se deparar com outras individualidades que como nós tem o mesmo objetivo. A volta para casa!

Na casa de meu Pai há muitas moradas, essa frase de Jesus abre um leque imenso de possibilidades e nos leva a conjecturar sobre mundos, dimensões, cuja estrutura não podemos ainda perceber ou dimensionar.
Na formação do Zigoto até o nascimento nossa espécie ,considerando sua estrutura biológica, sofre transformações imensas, e quando ao nascer faz a junção das informações trazidas do espírito e soma aos conhecimentos do plano físico para formar o individuo. Cada um desses, tem em seu íntimo um lapso de memória de sua suas encarnações, informações que ficam “numa forma semi inconsciente”, e a medida que o homem vai se aproximando do mundo sagrado do espírito esse conhecimento vai desabrochando.
As iniciações nas religiões e doutrinas tem o simbolismo da morte da personalidade, em sua maioria são ambientes escuros, onde indivíduos que fazem a ligação com o mundo espiritual, conduzem outros a este despertar da consciência eterna

No Amanhecer este despertar é lento e gradual, por sua maneira simplificada de execução, o médium quase não se dá conta que faz parte de um sistema gigantesco doutrinário, regido por leis que aplicam técnicas de manipulação de forças, que o mundo espiritual interage a todo o momento com o médium, mesmo que ele não esteja de indumentária ou nos ambientes sacro-doutrinário. Ele é o sacerdote,tem acesso aos poderes que ele conquistou, pode ser a cura como também a dor. Sua condição de assimilar e empregar as forças que ele despertou em si mesmo dentro dessa despertar da consciência é que vai determinar sua trajetória. Como diz Tia Neiva no mundo da razão é SER OU NÃO SER.
Nossos médiuns são captadores e emissores de poderosas energias, são assistidos por individualidades milenares, cuja finalidade e compromisso é com universo.

Há entre nós um sentimento e ação religiosa, mas o Amanhecer não é uma religião e sim uma doutrina com técnicas apuradíssimas de manipulação de forças etéricas ou espirituais, veteranos espíritos, o qual o Simiromba de Deus tem um compromisso com Jesus no tratamento e envio de espíritos que estão nesse terceiro plano a milhares de anos. Essa tribo está junta a dezenove encarnações, tem já agregada em seu espírito experiências de todas as formas e participaram de momentos decisivos nesse terceiro plano.

Foi necessário que na Cachoeira do Jaguar todo um povo se reunisse ,e somasse suas experiências milenares , para nessa passagem do terceiro milênio desse assistência espiritual as habitantes desse terceiro plano.
O Amanhecer de Tia Neiva, uniu milhares de encarnados e juntos aos desencarnados está fazendo essa transformação nesse nosso terceiro plano, mas para que essa forma de ação possa ser executada com perfeição o “despertar da consciência” de cada mestre e ninfa se faz tremendamente importante. Primeiramente conhecendo seus poderes e suas limitações,seu código de conduta, e acima de tudo sua personalidade transitória, e assim, sabendo quem é, o que pode, o que deve, partir em sua jornada doutrinária missionária na cura desobsessiva.

Gilmar
Adjunto Adelano
Julho-2013


Enviar um comentário