quarta-feira, 26 de junho de 2013

Mensagem do Ministro Ypuena



                                      " Mensagem do Ministro Ypuena "

Salve Deus meus filhos Ypuena!

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Durante a minha vinda, a minha descida até a mansão hoje, passei por vários jaguares desencarnados, que gritavam, me pedindo que ensinasse a eles a lei do perdão.

O perdão é uma força desobsessiva, que faz, naquele que a exercita, a cura.

O perdão é o maior de todos os dons que o jaguar pode manipular reencarnado. Por isso, Jesus nos ensinou no Sermão da Montanha, base da Doutrina Crística, o Pai Nosso, aonde diz: “Perdoa as nossas dívidas se nós soubermos perdoar-lhes os nossos devedores.”

Eu temo meus filhos Ypuena, que alguns Jaguares, por não saber manipular a lei, a força do perdão, possam perder as suas reencarnações.

Jesus foi o símbolo, no orbe, nesse plano físico, que o perdão cura, o perdão constrói, o perdão faz curar os transcendentes dos que estão reencarnados sobre a lei física. Por isso meus filhos, Lucas, o apóstolo, descreve a crucificação do Cristo. “E Ele dizia em voz baixa e repetidas vezes: - Pai perdoa, eles não sabem o que fazem.”

Então meus filhos jaguares, meus filhos Ypuena, vamos exercitar o perdão aos nossos familiares, aos seus filhos, aos seus pais, aos seus vizinhos, porque o perdão é antes de qualquer coisa, a força maior que o jaguar pode doar a si mesmo.

E, como o exemplo começa em casa, eu quero que o Lacerda chame a sua ninfa à minha presença. (O Ministro Pede ao mestre Lacerda que peça perdão à ninfa Genis e fala também a ela para pedir perdão ao mestre Lacerda. Em seguida, o Ministro promove o pedido de perdão entre o contingente, que cada um peça perdão para os que estão ao seu lado, em voz alta).

Graças a Deus filhos! Salve Deus! Pai João já nos ensinou, há décadas: “Quando matamos, semelhamos aos animais, quando perdoamos somos a imagem e semelhança do Cristo.” Por isso essa força chamada perdão, está no povo Ypuena para manipular em favor dos cegos, dos mudos e dos incompreendidos.

Esse Povo Ypuena, dentro da casa do Pai Seta Branca, exercitando o perdão, cura.

Por isso filhos, vim até vós no dia de hoje, para que nós todos pudéssemos usufruir dessa força e manipularmos o perdão ensinado pelo Cristo.

Quero pedir, nessa oportunidade, que vocês mantenham a conduta doutrinária neste fim de ano, sob todas as formas.

Vamos passar por pesadas turbulências até a Benção do Pai Seta Branca e o povo Ypuena, mais uma vez, será a porta aberta para que nela entre o perdão àqueles que nos estenderem as mãos pedindo socorro. (O Ministro pede ao mestre Lacerda que faça a contagem. Após a realização da contagem, volta a falar).

Salve Deus Lacerda! A missão está cumprida! Está consumada! Estou colocando em suas mãos, filhos Ypuena, uma rosa vermelha. Ela vem do jardim do Pai Seta Branca, o Simiromba de Deus! Boa sorte filhos! Salve Deus! CTPY, 12/09/10
Enviar um comentário