terça-feira, 7 de maio de 2013

Tia Neiva


Tia Neiva - Neiva Chaves Zelaya ou simplesmente “Tia Neiva” como ficou mundialmente conhecida nasceu no dia 30 de Outubro de 1925, na cidade de Propriá, Sergipe.
Foi uma Médium excepcional, pois em Sua condição de Clarividente, tinha a faculdade de ver e de ouvir em vários planos simultaneamente sem perder a consciência de si mesma.
Brasília vivia o apogeu de sua construção quando Tia Neiva se mudou de Goiás para a Cidade Livre (Núcleo Bandeirante).
Viúva com quatro filhos (dois meninos e duas meninas) e Gertrudes, que cuidava da casa e das crianças enquanto Tia Neiva, como motorista de caminhão, lutava duro para manter suas responsabilidades de pai e de mãe, pois havia estudado somente até o terceiro ano primário, incompleto.
Após árdua luta conseguiu comprar outro caminhão e, a exemplo do primeiro que já possuía, também colocou a serviço da Novacap (empresa).
Com uma rígida formação católica e sem nenhuma preocupação teológica, Tia Neiva vivia direcionada somente para conquistar melhores condições de sustento para seus filhos e filhas quando, no início do ano de 1957, começou a ver e a ouvir espíritos.
Presa aos conceitos católicos que dispunha, viveu conflitos imensos, chegando a pensar que estava ficando louca, procurando um psiquiatra. Por fim, depois de entender que a psiquiatria não iria resolver suas dificuldades de entender a si mesma, Tia Neiva começou então a aceitar sua condição mediúnica e gradualmente começou a discernir os espíritos, planos e dimensões.
Entre a luta material pela sobrevivência, o lar e os filhos, Tia aos poucos ia sendo esclarecida da grande missão doutrinária que lhe era reservada, sua herança
transcendente e, obedecendo orientação espiritual, mudou-se do Núcleo Bandeirante para uma pequena localidade situada a onze quilômetros de Alexânia, entre Brasília e Anápolis, por nome Serra do Ouro, ali começando a atender aqueles que Deus lhe confiava.
Fundou nesta localidade a UESB (União Espiritualista Seta Branca).
Assim que começou a organizar-se, Pai Seta Branca, seu Mentor Espiritual e Mentor da obra que se descortinava, começou a prepará-la no domínio das técnicas de transporte e de desdobramento consciente, pois além de outras missões fora do corpo físico, a Clarividente precisava fazer um curso que somente seria possível com o controle das técnicas mencionadas.
Um Mestre também encarnado e residindo no Mosteiro de Lhasa no Tibet, havia sido eleito para conduzir Tia Neiva ao mestrado. Este Mestre era um Manto Amarelo
Tibetano, dispunha das mesmas faculdades mediúnicas de Tia Neiva e seu nome é Humarrã.
Assim, através de Transporte ou de Desdobramento conscientes, a Clarividente Neiva Chaves Zelaya ia até o Tibet receber suas lições e quando suas atividades impediam, o Mestre Humarrã se transportava até Ela. Este Curso preparatório durou quatro anos e ao término do Curso a Clarividente foi consagrada como Koatay 108.
Da Serra do Ouro Tia Neiva mudou-se para Taguatinga no ano de 1964 e de lá para o atual Vale do Amanhecer em 09 de Novembro de 1969, dando a partida definitiva para a obra que atende espiritualmente a milhares de vidas, tanto de encarnados quanto de desencarnados, a qualquer hora do dia e da noite sem nada pedir em
troca.
Tia Neiva desencarnou em 15 de novembro de 1985, deixando em seu lugar os Trinos Triada Tumuchy, Arakén, Sumanã e Ajarã.
Enviar um comentário