terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Tiãozinho


Tiãozinho, espírito que muito nos ajuda, principalmente a crianças e em nossas andanças em veículos, tem sua alma gêmea Justininha, e é, na realidade, um Capelino - Stuart - responsável pela torre de desintegração (*). Sua última encarnação na Terra foi, conforme ele mesmo revelou através de Koatay 108, quando nasceu Sebastião Quirino de Vasconcelos, filho de Joaquim Vasconcelos e de Persínia Quirino de Vasconcelos, fazendeiros em Mato Grosso, no ano de 1897. Alegre e trabalhador, em 1915, com 18 anos, foi adquirir cabeças do bom gado que sabia ser criado por um paraguaio chamado Germano Perez, em Ponta Porã. Este criador e sua esposa, Guiomar, tinham três filhos, entre os quais uma linda jovem, com 14 anos, de longos cabelos louros, olhos negros, rasgados, chamada Justininha Perez. Depois de vinte dias de viagem, a comitiva de Tiãozinho, com mais sete componentes, entre os quais Zeferino, crioulo de grande confiança dos patrões, chegou à fazenda dos Perez, sendo recebida com uma grande festa que entrou pela noite. E aconteceu o encontro de Tiãozinho e Justininha, marcado pela magia da união das almas gêmeas. Um aguardava pelo outro, e o amor grandioso dominou imediatamente o casal. Tiãozinho, belo rapaz, havia tido muitas namoradas mas teve um sentimento inteiramente novo ao encontrar aquela linda e tímida jovem que, em seu olhar, transmitia a alegria transcendental daquele momento. Justininha se transformou tanto, até cantando para os convidados, que seus pais perceberam o que estava acontecendo. Ficaram alegres, pois viram que Tiãozinho era responsável e parecia, também, corresponder ao sentimento da filha. Realizada a compra de 500 cabeças de gado, a comitiva preparou-se para retornar. Justininha, com lágrimas nos olhos, despediu-se de Tiãozinho, que convidou os Perez para visitarem sua fazenda. Na viagem de volta, com o coração apertado, Tiãozinho quedava-se saudoso, pensando em Justininha. Zeferino então contou que estava apaixonado por Tianinha, empregada dos Perez, e que pretendia casar com ela. Chegaram em casa, e Tiãozinho relatou aos pais tudo o que acontecera, inclusive a paixão que Justininha despertara nele, e se apressou a desmanchar o namoro com Marta. Só que Martinha já estava namorando outro, e Tiãozinho sentiu-se aliviado por não ter que magoá-la. Passou-se um ano, com Tiãozinho e Zeferino ansiosos por seus amores. Sugeriu Tiãozinho a seu pai que enviasse um portador especial com o convite para que os Perez fossem passar o Natal com eles, na fazenda. O convite foi aceito, e, um belo dia, chegaram os Perez à casa de Tiãozinho, acompanhados por Tiana. A alegria foi enorme, e alguns dias depois se realizava o casamento de Zeferino e Tiana. Um mês depois, foi o enlace dos dois apaixonados - Tiãozinho e Justininha. Iniciou-se, então, o trabalho de Tiãozinho com aquela sua alma gêmea, libertando-a do ciúme doentio que sentia dele. São dele as palavras: “Sim, meus irmão, quando amamos verdadeiramente, quando estamos com nossa alma gêmea, estamos com a mais doce das mulheres! Em geral, ela é, aos nossos olhos, a mais divina e bela, a original! Por este amor, perdoamos tudo, em recompensa do que nos traz...” Essa união foi feliz e Tiãozinho superava as crises com amor e alegria. Cinco meses após o enlace, resolveram ir a Parnaíba, visitar uns tios de Tiãozinho. Ao atravessarem um rio, numa chalana, esta afundou, e os dois desencarnaram. Sofreram os primeiros momentos, e Tiãozinho descreve como seu Mentor apareceu e trabalhou até que tivessem consciência da situação de espíritos desencarnados. Tiãozinho termina seu relato: “Hoje, após várias missões, inclusive em Nosso Lar, estamos integrados à missão do grande Seta Branca. Somos, também, Jaguares, junto a vocês, Mestre Sol e Mestre Lua, Doutrinador e Apará!” Tiãozinho passou a trabalhar em nossa Corrente após verificar a autenticidade de Koatay 108, com quem teve inúmeros contatos, inicialmente como o Capelino Stuart e, depois, pela incorporação em Tia Neiva, transmitindo mensagens de amor e esperança aos médiuns do Amanhecer, ajudando-os em seus problemas materiais, especialmente com veículos e com máquinas de modo geral. Justininha, evoluída pelo amor de sua alma gêmea, complementa a missão de Tiãozinho, como ele mesmo afirmou no final de sua mensagem.
 
Enviar um comentário